Airspace Visibility Requirements: Why are they Mandatory?

A necessidade de ver o que nos rodeia não é negociável ao voar sob regras de voo visual (VFR). Sem visibilidade adequada, os pilotos correm maior risco de colisões em decolagens, pousos e no ar.

Portanto, devemos voar apenas em áreas com condições meteorológicas visuais (VMC) e evitar condições meteorológicas por instrumentos (IMC) ao voar VFR. Para promover um voo seguro, a FAA estabeleceu condições meteorológicas mínimas e requisitos de visibilidade do espaço aéreo que os pilotos VFR devem observar.

Os mínimos meteorológicos variam por tipo de espaço aéreo e por altitude, portanto, ao planejar um voo VFR, considere se as condições meteorológicas deverão atender aos mínimos VFR em todos os tipos de espaço aéreo e altitudes pelas quais você passará durante seu voo.

Compreender a finalidade dos requisitos de visibilidade do espaço aéreo e por que razão os requisitos de visibilidade do espaço aéreo são obrigatórios ajuda-nos a ver e respeitar o seu valor.

Também nos orienta no estabelecimento dos nossos próprios mínimos pessoais e na compreensão de quando podemos qualificar-nos para autorizações especiais que nos permitam contornar as regras básicas.

Mínimos meteorológicos VFR básicos - Pilot Mall Mínimos meteorológicos VFR básicos

Os mínimos meteorológicos VFR são divididos em categorias com base no tipo de espaço aéreo e altitude de voo. Por exemplo, os voos VFR geralmente não são permitidos no espaço aéreo Classe A, portanto não existem requisitos de visibilidade VFR para essa classe de espaço aéreo. Por outro lado, o espaço aéreo Classe G tem quatro conjuntos diferentes de mínimos correspondentes dependentes da altitude.

Para espaço aéreo Classe B, Classe C, Classe D e Classe E abaixo de uma altitude de 10.000' MSL, os mínimos meteorológicos VFR básicos são:

  • Visibilidade de voo de 3 milhas terrestres (SM)
  • Distância livre para nuvens de 1.000 pés acima, 500 pés abaixo e 2.000 pés horizontalmente (exceto para classe B, que simplesmente exige que os pilotos permaneçam longe das nuvens)

Consulte o gráfico abaixo como um guia para compreender os mínimos meteorológicos VFR básicos em cada altitude e para cada tipo de espaço aéreo:

Tipo de espaço aéreo

Altitude

Visibilidade de voo

Liberação de nuvem

Espaço Aéreo Classe A

N/A – Nenhum voo VFR permitido

N/A – Nenhum voo VFR permitido

N/A – Nenhum voo VFR permitido

Espaço Aéreo Classe B

Abaixo de 10.000 MSL

3SM

Livre de nuvens

Espaço Aéreo Classe C

Abaixo de 10.000 MSL

3SM

1.000' acima; 500' abaixo; 2.000 pés horizontalmente

Espaço Aéreo Classe D

Abaixo de 10.000 MSL

3SM

1.000' acima; 500' abaixo; 2.000' horizontais

Espaço Aéreo Classe E

Acima de 10.000 MSL

5SM

1.000' acima; 1.000' abaixo; 1 SM horizontal

Espaço Aéreo Classe E

Abaixo de 10.000 MSL

3SM

1.000' acima; 500' abaixo; 2.000 pés horizontalmente

Espaço Aéreo Classe G

Abaixo de 1.200 AGL (dia)

1 SM

Livre de nuvens

Espaço Aéreo Classe G

1.200 AGL – 10.000 MSL (dia)

1 SM

1.000 pés acima; 500' abaixo; 2.000 pés horizontais

Espaço Aéreo Classe G

1.200 AGL – 10.000 MSL (Noite)

3SM

1.000 pés acima; 500' abaixo; 2.000 pés horizontais

Espaço Aéreo Classe G

Acima de 10.000 MSL

5SM

1.000' acima; 1.000 pés abaixo; 1 SM horizontal

Mínimos climáticos VFR especiais

Às vezes, as condições são apenas iguais ou superiores às dos mínimos VFR básicos. Isso é conhecido como VFR marginal ou MVFR. As condições VFR marginais são caracterizadas por tetos de 1.000 – 3.000 pés e uma visibilidade de 3 – 5 milhas terrestres.

Uma vez que estas condições estão quase no limite da não qualificação como VFR, os pilotos devem ter cautela e considerar suas alternativas.

Se as condições continuarem a deteriorar-se até ficarem abaixo dos mínimos VFR básicos em ou em torno de um aeroporto que tenha controlado o espaço aéreo até o nível da superfície, os pilotos VFR ainda poderão obter aprovação para decolagem ou pouso.

Os pilotos podem solicitar uma autorização VFR especial (SVFR) do Controle de Tráfego Aéreo. O controlador tem o poder de emitir uma autorização VFR especial, desde que o piloto e a aeronave atendam a determinados requisitos e que o tráfego SVFR não interfira no tráfego IFR existente na área.

Além disso, aplicam-se os seguintes mínimos meteorológicos VFR especiais:

  • Capacidade de permanecer longe das nuvens
  • Pelo menos 1 milha estatutária de visibilidade do solo

Por que os requisitos de visibilidade do espaço aéreo são obrigatórios?

Os requisitos de visibilidade VFR do espaço aéreo são projetados para ajudar os pilotos que voam sob regras de voo visual a ver e evitar uns aos outros, bem como para criar separação entre aeronaves VFR e IFR.

Os requisitos de visibilidade de voo e de eliminação de nuvens aumentam com a altitude porque as aeronaves nessas altitudes normalmente se movem em velocidades mais altas.

Essas aeronaves que se movem mais rapidamente precisam de mais tempo e distância para ver e evitar outras aeronaves. Aeronaves mais baixas e mais lentas podem reagir com segurança com menos visibilidade de voo e redução da eliminação de nuvens.

Espaço Aéreo Controlado

"O que é espaço aéreo controlado?"

Isto se refere ao espaço aéreo controlado designado com dimensões específicas onde os serviços de controle de tráfego aéreo são oferecidos tanto para voos com Regras de Voo Visual quanto para Voos com Regras de Voo por Instrumentos.

Este termo abrange diversas classificações de espaço aéreo, como Classe A, B, C, D e E, cada uma com suas próprias dimensões definidas e disposições para serviços de controle de tráfego aéreo para voos IFR e VFR.

Espaço aéreo não controlado

"O que é espaço aéreo não controlado?"

O espaço aéreo Classe G, também conhecido como espaço aéreo não controlado, refere-se a áreas do espaço aéreo que não foram designadas como Classe A, B, C, D ou E. Para garantir a segurança de seu voo, os pilotos devem seguir regras específicas de voo visual (VFR ) para ajudá-los a ver e evitar outras aeronaves neste tipo de espaço aéreo.

Espaço Aéreo de Uso Especial

'O que é espaço aéreo de uso especial?'

Imagine uma área designada, delineada num mapa como uma forma específica, onde certas atividades devem ser contidas devido à sua natureza inerente ou onde são impostas restrições às operações de aeronaves que não pertencem a essas atividades. Em outras palavras, é como uma zona de exclusão aérea designada para fins operacionais e de segurança.

perguntas frequentes
  • Qual é a visibilidade mínima em espaço aéreo controlado?

    No espaço aéreo Classe C e no espaço aéreo Classe D , uma maneira útil de lembrar os mínimos VFR é pensar em "3 Cessna 152". Uma visibilidade de vôo de 3 milhas terrestres e uma distância mínima de nuvens de 1.000 pés acima, 500 pés abaixo e 2.000 pés horizontais.

  • O que é faixa de visibilidade VFR?

    No espaço aéreo Classe B , C, D e Classe E abaixo de 10.000 MSL, o requisito de visibilidade de voo é de 3 milhas terrestres.

  • Quais são os requisitos de visibilidade VFR e teto?

    Isso é diferente dependendo da classe de espaço aéreo em que você está voando. Nas classes C, D e E, se você estiver abaixo de 10.000 MSL, precisará ter uma visibilidade de 3 milhas terrestres e distâncias de nuvens de 1.000 pés acima, 500 pés. abaixo e 2.000 pés horizontais.

    No espaço aéreo Classe B, você simplesmente precisa permanecer longe das nuvens.

  • Quais são os requisitos de eliminação de nuvens acima de 10.000 pés?

    Acima de 10.000 mudanças de visibilidade de voo, você precisará de uma visibilidade de 5 SM e os requisitos de liberação de nuvens são 1.000 pés abaixo, 1.000 pés acima e 1 milha estatutária horizontal.

Manual do Piloto Privado/Comercial de Rod Machado

Manual do Piloto Privado/Comercial de Rod Machado

Aprenda a voar com um livro que tem personalidade com o "Manual do Piloto Privado/Piloto Comercial" de Rod Machado. Além de ter tudo o que você precisa saber para se tornar um piloto experiente e competente, este livro é cheio de inteligência, humor, analogias e diversão.

Ver produto

Aprendizado

Os pilotos que voam sob regras de voo visual devem garantir que estão voando dentro dos requisitos de visibilidade do espaço aéreo da FAA para o tipo de espaço aéreo que ocupam em um determinado momento.

Os requisitos básicos de visibilidade do espaço aéreo fornecem uma margem de segurança padrão que a FAA considerou apropriada na maioria das situações, no entanto, a FAA também permite liberdade para um piloto solicitar uma autorização VFR especial se as circunstâncias e o nível de treinamento/habilidade do piloto o justificarem.

Além dos mínimos meteorológicos oficiais da FAA, os pilotos experientes comprometem-se com os seus próprios mínimos pessoais. Estes mínimos podem ser mais restritivos do que os mínimos legais e são especialmente importantes para pilotos qualificados exclusivamente para voo VFR, uma vez que, se as condições se deteriorarem, um piloto apenas VFR não terá a opção de mudar para IFR.

Respeitar os mínimos VFR e voar dentro deles ajuda a manter não apenas o piloto VFR, mas também o tráfego IFR local devidamente espaçado e seguro.

Tem mais perguntas relacionadas ao espaço aéreo ou à classe de nuvem?

Você achou este artigo útil?

Você acha que perdemos algo importante? Deixe-nos saber nos comentários abaixo!

Aviation historyEducationTraining

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.

Produtos em destaque

RAM X-Grip Phone Mount with RAM Twist-Lock™ Suction Cup
RAM Mount
Suporte para telefone RAM X-Grip com ventosa RAM Twist-Lock™
Preço promocional$65.99 USD Preço normal$73.49 USD
Em estoque
The Beast Super Power Bank
PilotMall.com
🛍️ New Product
A Besta Super Power Bank
Preço promocional$109.99 USD Preço normal$149.99 USD
Em estoque

Últimas postagens do blog

Ver tudo
Why the Bose A20 is the #1 Selling Aviation Headset

Por que o Bose A20 é o fone de ouvido de aviação mais vendido

Headsets

O fone de ouvido de aviação Bose A20 conquistou uma ampla base de fãs entre os pilotos por sua incrível qualidade de som e design durável. Apesar de opções mais recentes estarem disponíveis no mercado, como o Bose A30 , o fone de ouvido A20 mantém sua popularidade na comunidade da aviação.

Nesta revisão, exploraremos os fatores que contribuem para seu apelo duradouro e por que ele continua a ser a melhor escolha para pilotos de todos os níveis de habilidade.

Flying in Thunderstorms (What to Do & What Not to Do)

Voando em tempestades (o que fazer e o que não fazer)

Visualmente deslumbrantes e cheias de poder mortal, as tempestades são um dos fenômenos climáticos mais fascinantes e perigosos que você provavelmente encontrará como piloto. Estima-se que 40.000 tempestades surjam diariamente em todo o mundo, então suas chances de ter que lidar com uma são razoavelmente altas.

How to Acquire a Helicopter License (Step by Step)

Como adquirir uma licença de helicóptero (passo a passo)

Education

Então, você quer obter uma licença de helicóptero, mas não tem certeza de como fazê-lo? Talvez você tenha uma licença de asa fixa e queira se dedicar ao rotor, ou esteja apenas começando e esteja interessado em eventualmente seguir a carreira de piloto de helicóptero. De qualquer forma, nós ajudamos você. Hoje iremos orientá-lo no processo e no que esperar ao adquirir uma licença de helicóptero.