Restricted Airspace: What You Should Know

Você está planejando uma escapadela de fim de semana e deseja voar em linha reta até seu destino, mas ao consultar o trecho, você percebe que há uma grande área de espaço aéreo restrito bem no meio da rota de voo proposta. Dar a volta acrescentaria mais de uma hora ao seu voo, mas essa é sua única opção, certo?

Não necessariamente. Antes de aproveitar o tempo extra e os custos de combustível ao optar por um desvio, reserve um momento para aprender sobre o espaço aéreo restrito.

Lembre-se que restrito não significa necessariamente proibido e, ao entender as regras desse tipo de espaço aéreo, você saberá se deve solicitar autorização para voar nele e como fazê-lo.

O que é espaço aéreo restrito? - É uma área com perigos muitas vezes invisíveis para aeronaves, como disparos de artilharia, artilharia aérea ou mísseis guiados - Pilot Mall

O que é espaço aéreo restrito?

O espaço aéreo restrito é um dos sete tipos de espaço aéreo de uso especial designados pela FAA e explicados no 14 CFR Parte 73 Subparte B. De acordo com o AIM :

“As áreas restritas contêm espaço aéreo identificado por uma área na superfície da Terra dentro da qual o voo de aeronaves, embora não totalmente proibido, está sujeito a restrições. As atividades dentro dessas áreas devem ser confinadas devido à sua natureza ou às limitações impostas às operações de aeronaves que não fazem parte dessas atividades ou de ambas.”

Tipos de espaço aéreo restrito

Nos Estados Unidos, o espaço aéreo com restrições de voo é utilizado para diversos fins e tem como objetivo proteger as aeronaves de atividades perigosas que ocorrem no espaço. As forças armadas são uma das agências que comumente utilizam esse tipo de espaço aéreo, e áreas restritas são frequentemente encontradas em grandes instalações militares.

O espaço aéreo militar restrito pode ser usado para lançamento de bombas reais, artilharia aérea, disparo de artilharia ou mísseis guiados. A entrada sem autorização enquanto o espaço aéreo restrito estiver em uso pode ser altamente perigosa. O espaço aéreo com restrições pode ser considerado “aberto, ativo ou quente” se estiver em uso e “fechado ou frio” se não estiver.

Quantas áreas restritas existem?

Existem atualmente mais de 370 áreas de voo restritas sobre os Estados Unidos e suas águas costeiras. As agências que utilizam o espaço aéreo restrito devem apresentar um relatório anual detalhando, entre outras coisas, para que o espaço foi utilizado e quantas horas, dias e semanas do ano o espaço foi ativamente utilizado.

Se a agência não estiver mais usando a área restrita com freqüência suficiente para justificar a designação, esse espaço aéreo poderá ser autorizado a reverter para um tipo de espaço aéreo não restrito.

Aeronave militar em pista - Pilot Mall Você tem permissão para voar em áreas restritas?

Nenhuma aeronave está autorizada a operar na área restrita, a menos que tenha obtido autorização prévia e que a agência usuária ou agência controladora emita uma autorização. Nesse contexto, o órgão usuário é a organização, órgão ou comando militar cujo uso da área exigiu que ela fosse designada como área restrita.

  • Você deve entrar em contato com a agência controladora

A agência controladora é a instalação da FAA responsável por supervisionar o espaço aéreo controlado.

A FAA pode solicitar que a agência usuária apresente uma carta autorizando o uso conjunto do espaço aéreo entre a agência usuária e a agência controladora. Caso esta carta seja apresentada, o órgão usuário ainda fica responsável pela área restrita, porém poderá notificar o órgão controlador sobre os horários em que o órgão controlador poderá atender outras solicitações de trânsito pela área.

Isso é comum em áreas de uso restrito que são usadas apenas em determinados dias ou horários. Com uma carta de uso conjunto em vigor, a FAA pode permitir outro tráfego através do espaço aéreo restrito quando a agência usuária confirmar que o espaço aéreo não está em uso e está aberto a tal tráfego.

Se não houver carta de autorização de uso conjunto arquivada, o controlador ATC não poderá conceder autorização. Para espaço aéreo proibido e de uso não conjunto, o ATC emitirá autorização para navegar a aeronave ao redor do espaço aéreo restrito.

Jato de combate militar

  • Os riscos da entrada

Entrar em uma área restrita sem a devida autorização é uma violação do espaço aéreo e, dependendo da gravidade e do tipo de área restrita, pode levar a medidas coercivas. A execução pode ser uma simples carta de repreensão, suspensão da licença ou, em situações mais graves, até mesmo a revogação da licença.

Se o espaço aéreo em questão estava ativamente em uso no momento da incursão, o piloto não autorizado também corre o risco de danificar ou destruir a sua aeronave com base nos perigos presentes no espaço aéreo ativo restrito.

Por todas estas razões, é importante saber navegar de forma segura e legal em áreas restritas.

Como navegar em áreas restritas - Pilot Mall Como navegar em áreas restritas

Ao questionar como navegar em áreas restritas e se você pode voar até elas, há algumas perguntas que você precisará responder primeiro. Você deve determinar quem é a agência controladora, quando a área restrita está em uso, quais restrições de altitude estão associadas à área e decidir se pretende voar VFR ou IFR.

Navegando em áreas restritas enquanto voa IFR

Navegar em áreas restritas é muito mais fácil se você estiver voando sob regras de voo por instrumentos (IFR). Os pilotos que voam IFR terão ATC para ajudá-los. Se um plano de voo IFR levar um piloto através de áreas de voo restrito de uso conjunto que não estejam ativas e cujo uso tenha sido liberado pela agência controladora, o ATC simplesmente permitirá que o piloto opere no espaço restrito sem uma autorização específica.

Este processo é tão simples que você pode nem perceber que entrou no espaço aéreo restrito. Se a área restrita de uso conjunto estiver atualmente em uso, o ATC emitirá automaticamente uma autorização para rotear a aeronave pelo espaço aéreo. Os pilotos que voam IFR também serão automaticamente encaminhados em torno da área de voo restrita de uso conjunto.

Navegando em áreas restritas enquanto voa VFR

O espaço aéreo designado como restrito é publicado no Federal Register . Zonas permanentemente restritas também são mapeadas na Área Terminal VFR, em uma carta seccional VFR e em cartas de rota.

O gráfico seccional listará horas, dias e/ou datas em que a área restrita está ativa, bem como a agência ATC supervisora ​​e a frequência para contatá-la. Se você vir “SR-SS” na coluna de tempo de uso na seção, isso significa que as restrições estão em vigor do nascer ao pôr do sol.

  • Como identificar uma área restrita

As áreas restritas permanentes serão designadas com uma borda hachurada azul e um rótulo alfanumérico começando com a letra “R” e um traço seguido de números. As áreas restritas temporárias não são mostradas nos gráficos.

O site SUA da FAA é uma fonte útil de informações sobre o espaço aéreo de uso especial atualmente ativo e pode ser visualizado em formato de lista de texto e mapa gráfico. O espaço aéreo restrito é listado como Tipo R. O site lista o ID NOTAM, horário de início e término, ID do centro e faixas de altitude impactadas (se aplicável) de cada espaço aéreo de uso especial.

  • Use o acompanhamento de voo

Como piloto de regras de voo visual (VFR), se você tiver ativado o acompanhamento de voo , o ATC o ajudará a navegar em áreas restritas da mesma forma que fazem os pilotos IFR. Se você estiver voando VFR sem acompanhamento de voo, você será o único responsável pelo reconhecimento e evitação de áreas restritas.

  • Encontre espaços restritos usando seccionais e GPS

Use suas pesquisas seccionais, GPS e pré-voo para garantir que você esteja ciente da localização de qualquer área restrita em seu caminho. Consulte os seus NOTAMs e ligue também para o FSS mais próximo para confirmar, pois algumas áreas restritas com tempos de operação definidos ou contínuos não produzem NOTAMs.

Se você ou o FSS identificarem alguma área restrita em sua rota de voo, você também poderá ligar para a agência controladora quando estiver no ar para confirmar o status atual das áreas restritas.

Lembre-se, você pode registrar um plano de voo junto ao FSS, mas simplesmente preencher um plano não significa que o FSS o manterá fora do espaço aéreo restrito. A única maneira de obter ajuda em tempo real para evitar áreas restritas de voo ao voar VFR é ativar o acompanhamento de voo.

Como você está planejando seu voo e percebe uma zona restrita em seu caminho, leia os detalhes e confirme as restrições de altitude. As altitudes específicas às quais as restrições se aplicam variarão dependendo das necessidades da agência controladora. Em alguns casos, você pode descobrir que pode voar acima ou abaixo do espaço aéreo restrito, em vez de desviar dele.

Restrições temporárias de voo

Restrições Temporárias de Voo (TFRs) são um tipo de Avisos aos Aviadores (NOTAMs). São emitidos quando uma área é restrita devido a condições perigosas, um evento especial ou como um aviso geral para todo o espaço aéreo da FAA. Os detalhes da restrição serão descritos na íntegra na própria TFR.

Recomendamos a leitura do nosso guia: Restrições temporárias de voo: você pode voar através de um TFR?

perguntas frequentes

  • Quão alto vai o espaço aéreo restrito?

    As restrições são diferentes para cada área, verifique as informações de altitude na carta seccional e com o órgão controlador.

  • O que acontece se você sobrevoar um espaço aéreo restrito?

    As penalidades por entrar em espaço aéreo restrito podem variar desde uma advertência formal até a revogação absoluta da licença de piloto do infrator. Nos casos em que uma aeronave estava entrando em uma zona restrita ativa, o piloto não autorizado pode ter que lidar com a destruição ou dano de sua própria aeronave devido aos riscos associados à intrusão em uma área de voo ativa.

  • Qual é a diferença entre espaço aéreo restrito e proibido?

    As áreas restritas denotam espaço aéreo que pode estar potencialmente ativo com atividades que podem ser prejudiciais às aeronaves e aos indivíduos; no entanto, permite ao piloto a oportunidade de entrar em contato com a agência controladora para obter permissão para entrar no espaço aéreo. Espaço aéreo proibido significa que nenhuma pessoa que opere uma aeronave pode entrar no espaço aéreo.

  • Você pode voar através do espaço aéreo restrito se não estiver ativo?

    De acordo com a seção da FAA sobre avisos de navegação : "Se a área restrita não estiver ativa e tiver sido liberada para a agência controladora (FAA), a instalação ATC permitirá que a aeronave opere no espaço aéreo restrito sem emitir autorização específica para isso. então."

  • Você pode voar através do espaço aéreo de alerta?

    Sim, porém, um piloto que pretenda voar em um espaço aéreo de alerta precisará verificar os NOTAMs e uma carta seccional para estar ciente de possíveis perigos. O objetivo de tais áreas de alerta é alertar os pilotos não participantes sobre o perigo potencial. Uma área de alerta pode estar localizada em águas nacionais ou internacionais, ou em ambas.

Taxiamento de aeronaves militares - Pilot Mall Aprendizado

O espaço aéreo restrito pode ser intimidante, por isso é útil compreender as regras e as suas opções ao navegar nele. Embora aeronaves não autorizadas não possam entrar no espaço aéreo restrito, ao contrário do espaço aéreo proibido, pode ser possível obter autorização para viajar através deste espaço sob certas condições.

Se você tiver a opção de voar IFR ou VFR, optar pelo IFR lhe dará tranquilidade extra sabendo que o controlador cuidará de suas necessidades de roteamento de espaço aéreo restrito nos bastidores. Se você puder viajar através do espaço restrito, eles simplesmente o encaminharão através dele e se você não puder, eles o encaminharão sem que você tenha que se preocupar com isso.

  • Ao voar VFR

Os pilotos que voam VFR são responsáveis ​​pela sua própria rota em torno do espaço aéreo restrito ou pela obtenção de permissão para entrar, a menos que tenham ativado o acompanhamento de voo, caso em que o ATC cuidará da rota para eles.

Os pilotos que estão fazendo suas próprias rotas e precisam considerar a obtenção de permissão para voar em espaço aéreo restrito devem fazer sua lição de casa, pois uma incursão não autorizada em espaço aéreo restrito pode levar a uma repreensão, licença suspensa ou pior.

Confirme os detalhes do espaço aéreo restrito antes da partida. Conheça a faixa de altitude impactada junto com as datas e horários em que a área está ativa. Descubra se a agência controladora emitiu uma autorização de uso conjunto à FAA para que possam dar autorização aos aviões para entrar no espaço aéreo quando este não estiver em uso.

  • Aprimore suas habilidades

Para aprimorar suas habilidades e aprofundar seu conhecimento sobre espaço aéreo de uso especial, faça o Curso de Espaço Aéreo Relacionado à Segurança de 9 unidades de Gleim. Este curso cobre os fundamentos do espaço aéreo restrito mais áreas proibidas, restrições temporárias de voo (TFRs), DC SFRA, operações ADIZ e procedimentos de interceptação. Considere-o uma atualização anual útil para ajudá-lo a ficar fora de perigo e de problemas dentro e ao redor de áreas especiais, como espaço aéreo restrito.

Leia mais sobre Espaço Aéreo Restrito e outros tópicos de treinamento de voo em nosso Flight Material de Treinamento: Coleção Piloto Privado .

Manual Comercial do Piloto Privado de Rod Machado

Manual do Piloto Privado/Comercial de Rod Machado

Aprenda a voar com um livro que tem personalidade com o "Manual do Piloto Privado/Piloto Comercial" de Rod Machado. Além de ter tudo o que você precisa saber para se tornar um piloto experiente e competente, este livro é cheio de inteligência, humor, analogias e diversão.

Ver produto

Quer uma atualização rápida sobre as outras categorias de espaço aéreo?

AirspaceEducationNavigation

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.

Produtos em destaque

ASA Pilot's Handbook of Aeronautical Knowledge
ASA
Manual de Conhecimento Aeronáutico do Piloto ASA
Preço promocional$29.99 USD Preço normal$32.95 USD
Em estoque
ASA The Pilot’s Manual: Ground School Sixth Edition
ASA
ASA O Manual do Piloto: Ground School Sexta Edição
Preço promocional$54.99 USD Preço normal$69.95 USD
Em estoque

Últimas postagens do blog

Ver tudo
Why the Bose A20 is the #1 Selling Aviation Headset

Por que o Bose A20 é o fone de ouvido de aviação mais vendido

Headsets

O fone de ouvido de aviação Bose A20 conquistou uma ampla base de fãs entre os pilotos por sua incrível qualidade de som e design durável. Apesar de opções mais recentes estarem disponíveis no mercado, como o Bose A30 , o fone de ouvido A20 mantém sua popularidade na comunidade da aviação.

Nesta revisão, exploraremos os fatores que contribuem para seu apelo duradouro e por que ele continua a ser a melhor escolha para pilotos de todos os níveis de habilidade.

Flying in Thunderstorms (What to Do & What Not to Do)

Voando em tempestades (o que fazer e o que não fazer)

Visualmente deslumbrantes e cheias de poder mortal, as tempestades são um dos fenômenos climáticos mais fascinantes e perigosos que você provavelmente encontrará como piloto. Estima-se que 40.000 tempestades surjam diariamente em todo o mundo, então suas chances de ter que lidar com uma são razoavelmente altas.

How to Acquire a Helicopter License (Step by Step)

Como adquirir uma licença de helicóptero (passo a passo)

Education

Então, você quer obter uma licença de helicóptero, mas não tem certeza de como fazê-lo? Talvez você tenha uma licença de asa fixa e queira se dedicar ao rotor, ou esteja apenas começando e esteja interessado em eventualmente seguir a carreira de piloto de helicóptero. De qualquer forma, nós ajudamos você. Hoje iremos orientá-lo no processo e no que esperar ao adquirir uma licença de helicóptero.